09 setembro 2006

Os 90's deviam estar loucos II

Dr. Martens. Lá pelo pátio da escola, gajo que era gajo tinha umas destas. Ou umas parecidas, à venda na feira aos dias 6 e 20 de cada mês, por metade do preço. Faziam questão de demonstrar subtilmente quantos pêlos lhes cresciam no peito e quão saturado de hormonas o sangue lhes corria nas veias, ao fazer tilintar a biqueira de aço nos postes metálicos ou nas portas de alumínio, ou então, ainda, exibindo-as como ameaça à integridade física dos putos mais novos.

Eu não era rapariga dessas andanças, não me metia com essa gente e muito menos os aprovava no meu grupinho. Mas eram rapazes. À conta da sua pobreza intelectual, desculpava-se (quase) tudo. Houve, no entanto, um momento na minha vida, mal escolhido, é certo, mas mesmo assim estranhamente reconfortante, em que cedi ao encanto das botas maravilha e ousei calçar.. um mito.

Era Dezembro, final do 1º Período, e o evento que andava de boca em boca pelo mulherio de metro e meio iria tomar lugar na festa da escola que marcava o início das férias. Concurso Miss Natal. Não sei ao certo o que me levou a atirar para esse poço de vergonha, mas atrevo-me a pôr as culpas na divina idade da parvoeira. Roubei à mana um vestidinho curto de alças como era moda na altura, agarrei em três ou quatro enfeites de Natal, a maquilhagem da mãe, e zarpei para a escola.

As minhas colegas estavam vestidas como se dali fossem directas à missa com as respectivas avózinhas, com vestidos daqueles que só se vêem fora do guarda-fatos quando uma prima se casa e que, por isso, espalhavam um odor a naftalina na sala atrás do placo, escolhida para camarote. Mas eu tinha ideias diferentes. Eu, que não era rapariga de matérias mais rudes, que tinha boas notas a tudo e que não levantava a voz na sala de aula a não ser que pegasse fogo.. excedi-me.

Pedi umas Docs emprestadas a um desses meus colegas, enfiei o vestidinho preto curto de alcinhas, pús duas fitas farfalhudas prateadas a sair das botas, para parecerem meias grandes, outras duas à volta do pescoço com as pontas caídas, maquilhagem, cabelo apanhado.. já está. Toda a gente me olhava com inveja e dizia que eu estava o máximo, visto que aquele estilo era o que passava naquela altura na tv, em séries como Beverly Hills 90210, e que todas nós ansiávamos por imitar.

Saí para a passerelle, pondo o meu máximo empenho na elegância do desfile, difícil, quando uns pézinhos de Cinderela têm espaço suficiente para dançar a valsa, dentro de umas botas 4 ou 5 tamanhos acima do que deveriam ser.

O júri, constituído por alguns alunos e um ou outro professor.. boquiaberto.
A plateia.. idem aspas.
Dei a minha voltinha com um sorriso contorcido, mais preocupada em não dar espectáculo com um espalho monumental à conta das botas gigantescas do que me esforcei, antes disso, para que o meu discurso fizesse sentido.. e regressei pelo mesmo caminho.. expectante.


O que acham? Ganhei.. ou não?


Imagem content.

8 comentários:

Carapaus com Chantilly disse...

Para mim já ganhaste! Nunca tive umas Docs porque não tinha (e infelizmente devo confessar que ainda n tenho) estilo nenhum para as usar...é o que dá ter perna grossa e óculos na cara :P
CP

Ginja disse...

Belo artigo !!! Também nunca tive umas docs, porque confesso, na altura nem achava graça nenhuma. Mas hoje era capaz de comprar umas só pela graça de calçar símbolos . Ah, bons tempos ...

curse of millhaven disse...

epah...eu axo q ganhaste!! até porque a minha melhor amiga do básico, que por sinal devia ser a rapariga mais popular da escola (o que n fazia de mim a rapariga mais popular mas até nem me posso queixar muito desses tempos...) foi com uma fatiota parecida com a que descreves ao baile de finalistas! vestido e alças e botas doc martens.
eu propria tive umas...mas devo confessar duas coisas:
1º n tinha estilo para usá-las, ficavam mal c as minhas calças d ganga e eu nca vestia saias, por causa das minhas pernas fininhas...mas eram boas para a chuva!
2º eram imitação...n eram doc martens mas sim...doc MARTINEZ! lolol
ainda assim, adorei ler este post! fez-me lembrar muita coisa...:D

Dora disse...

Curtia ter umas Docs n'Os Meus Xanatos!

teresa disse...

Hmm.. mt simpáticos, mas.. onde é que está o vosso sentido crítico..?

KNOPPIX disse...

Queres que diga a verdade ou te lisonjeie?
Acho que deves ter ficado para aí em dama de honor lol
Beijinhos

baunilha disse...

Ah ha ha ha!! Sim, tb passei por momentos destes no liceu... era tão giro!! Quando havia uma moda nova, eu tb não era daquelas que pegava logo... era com o tempo e depois a medo... lá ia eu tipo palhaça de serviço, e lembro-me perfeitamente das expressões das amiguinhas 'tás tão gira!! O que a uns anitos de distancia nos deixa a pensar na sinceridade daquelas palavras!!!

teresa disse...

Bem, acho que já é tempo de dizer, a quem se interesse, que.... não ganhei.
Sendo o concurso numa escola, o que valia mais era o discurso, e não propriamente a aparência.. e eu até tinha decorado um textinho todo bonito, mas.. com a atrapalhação das malditas botas, quando cheguei ao microfone não me lembrei de nada e não disse uma pra caixa.. excusado será dizer que foi uma desilusão para mim e para todos.. :P

Por isso é que eu estava a apelar ao vosso sentido crítico.. eu disse q o discurso não tinha sido nada de jeito.. :)