20 junho 2009

Flute rocks

É do caneco preparar uma audição. A minha aluna vai tocar o Amazing Grace e o Intervalo. Escolhas dela, eu deixei. Eu deixei porque sabia que mais ensaio, menos ensaio, aquelas músicas (quaisquer que fossem), lhe iam causar maleitas - e eu não ia arcar com as culpas.
É que aquilo é... um vá lá então vamos começar com o piano; é se calhar começavam antes as violas; é ah não, o piano fica melhor; é e se repetissemos o refrão, que fica bem; é esqueçam isso que fica horrível; é já estou a ficar tonta de tanto soprar; é a professora a ralhar porque ela não usa a técnica; é vamos só parar 5 minutos; é agora a flauta arrefeceu e desafina; é espera lá que o piano vai muito rápido; é olha aí que as violas estão descoordenadas; é pára com o jambé que já não me ouço a pensar; é tenho que me sentar que já não posso dos joelhos; é tenho que parar que me doem os braços; é olha-que-merda tenho uma cãimbra no mindinho; é a professora a ralhar porque não se dizem asneiras; é vamos cantar nós para a flauta descansar; é esqueçam lá isso que ninguém sabe a letra; é vá lá calem-se que me ferem os ouvidos; é tudo a bufar de impaciência; é vamos embora que ainda morro de fome; é andem lá só mais uma vez e acabou-se; é vamos voltar do início que está tudo mal...

Enfim, a música repete-se milhentas vezes até a odiarmos com quanta raiva as entranhas aguentam. Claro que, no dia do juízo final, a plateia ouve tudo pela primeira vez, e se a miúda se engana... é porque não ensaiámos o suficiente; é porque isto é uma geração de preguiçosos; é porque a professora é nova e não presta; é porque alguém tossiu e a cachopa distraiu-se; é porque as luzes lhe batiam nos olhos; é porque o afinador ficou sem pilhas; é porque o jantar não caiu bem; é porque a maquilhagem derrete com o calor; é porque atrás do palco "o meu Ré não sai!"; é porque as mãos tremem e a flauta escorrega com o suor; é porque o namoradito estava lá e a pôs nervosa...
E depois é... esses factores que não importam quando se sabe tudo de trás para a frente; é haver sempre algum palerma que diz "para a próxima fazes melhor"; é para o ano é melhor procurar outra professora; e é a frustração de ter tocado tudo bem incontáveis vezes, e só eu saber do que ela é capaz...

Mas algo me diz que vai ser 5 estrelas! ;)

1 comentário:

nutmeg disse...

A minha parte favorita do teu post foi a última frase, a letras miudinhas :)!